Criada em 1996 na cidade de Ijuí (RS), a Isca Global quer expandir o uso de inseticidas biológicos no Brasil e no mundo. Hoje, com sede na Califórnia, a empresa fatura US$ 10 milhões e acaba de ser escolhida, ao lado de outros 12 empreendimentos, para participar do programa Unreasonable Impact Americas 2020, apoiado pelo banco inglês Barclays. Durante o programa, as empresas vão interagir e buscar soluções sustentáveis para o meio ambiente.

Segundo o presidente da Isca, Agenor Mafra-Neto, o objetivo é aumentar a segurança alimentar e ajudar o planeta a se distanciar de um legado insustentável de inseticidas tóxicos. A seguir, trechos da entrevista:

Qual a importância de ser selecionado para o programa Unreasonable Impact Americas 2020?

O programa, que selecionou empresas sustentáveis e inspiradoras para receber investimentos, nos aponta como uma companhia na vanguarda da inovação, capaz de gerar muitos empregos em pouco tempo. Nosso negócio é melhorar a qualidade do alimento no mundo e torná-lo livre de agrotóxicos. Buscamos investimentos para crescer rapidamente.

O que é a nova geração de defensivos agrícolas sustentáveis?

Nossos produtos são baseados em semioquímicos, que são os químicos naturais que controlam o comportamento dos insetos na agricultura, levando-os a não se reproduzir em massa e impedindo-os de devastar plantações. Os produtos naturais diminuem o impacto ambiental no controle de pragas.

Esses produtos já são comercializados em larga escala?

Sim. A novidade é que, em 2021, vamos lançar novos produtos para controle de insetos chave nas culturas da soja, milho e algodão. Desenvolvemos novas tecnologias para a produção em massa de semioquímicos, utilizando síntese química tradicional, bem como técnicas bioquímicas inovadoras. Isso reduziu o custo das soluções, fazendo com que sejam economicamente compatíveis com o custo de defensivos tradicionais.

Todos os defensivos comercializados pela empresa são sustentáveis?

Sim. Há, porém, agricultores que usam nossos produtos associados a pesticidas. E, ainda assim, temos ganho enorme para a natureza, pois é possível diminuir em 98% a quantidade de inseticida por área para controlar os insetos. Em uma área de 100 hectares em vez de usar 100 litros de inseticida e 20 mil litros de água, com nossos produtos usa só um litro de inseticida e não necessita usar água.