18/07/2012

A Decisão de Usar um Atrativo a Base de Torula ou Proteinas Deve ser Técnica e Não Financeira.

 

Pastilhas de Torulas são consideradas os melhores atrativos para mosca-das-frutas por pesquisadores, além disso  são usados por programas oficiais de controle de moscas-das-frutas no mundo inteiro. As pastilhas são formuladas com uma mistura de levedura de torula mais borax, possui o pH alto e é mais atrativa durante muito mais tempo que os atrativos alimentares. Apesar disso, os produtores brasileiros resistem em usar torula, pois consideram um produto muito mais caro que os utilizados para o monitoramento da mosca atualmente.

Os atrativos alimentares são usados em armadilhas para atrair a mosca-das-frutas. A Produção Integrada de Maçã - PIM recomenda o uso do suco de uva, mas também são usados melaço de cana de açúcar, macerados de milho, vinagre e batidas de frutas. Em uma comparação simples, é fácil entender porque a escolha dos produtores recai sobre os atrativos alimentares: um litro de macerado de milho custa menos de 1 real, um litro de melaço custa aproximadamente R$1,50, o suco de uva R$3,37 o litro, já torula custa quase 90 reais uma caixa de 300 gramas. Numa armadilha com capacidade de 600 ml de solução atrativa o custo com suco de uva é de R$0,51 enquanto que com as Pastilhas de Torula é de R$2,67.  Mesmo quando se considera o menor número de trocas das Pastilhas elas são comparativamente muito mais caras.

Este conceito está mudando entre os produtores que colocaram na conta o custo dos insumos para controlar a mosca. O custo de produção para produtores de maçã é de 15 mil reais por hectare, e o custo na safra com monitoramento por hectare é de R$3,24 com suco de uva e R$8,01 com Pastilhas de Torula, ou seja, o custo com o monitoramento é de menos de 0,05% do custo da produção. Tendo feito esta relação o custo de monitoramento passou a ficar irrelevante frente ao custo de produção e a decisão de usar um atrativo a base de torula ou proteina passou a ser técnica e não financeira.


Veja a tabela comparativa: